CIDREIRA CARNAVAL 2014

CIDREIRA CARNAVAL 2014

CIDREIRA CARNAVAL DE 2014

CIDREIRA CARNAVAL DE 2014

terça-feira, 11 de setembro de 2007

História de Cidreira

Em 1767 a Coroa de Portugal doou a sesmaria de Cidreira para o Almoxarife-Mor Manuel Pereira Franco. Possuia de frente 4,5 léguas (29.700m), com 2,5 léguas de orla marítima (16.500m) e era composta pelas fazendas Cidreira, Rondinha, Roca Velha, Ponta do Mato e Porteira. Posteriormente, devido à sonegação de impostos, a Coroa confiscou as terras para serem leiloadas.
Em 1819 a Sesmaria de Cidreira foi comprada por Luiz José Ferreira Saraiva, legando ao filho Francisco Pereira Saraiva as terras do Norte: Roca Velha, Rondinha e Cidreira.
Somente após 1860 começaram a vir para Cidreira os primeiros veranistas, ficando em casas de palha, com chão de areia batida. Dentre os pioneiros encontravam-se as famílias Pilla, Boppe, Mostardeiro, Chaves Barcellos, Alberto Bins, J.H.Santos e outras.
Devido ao difícil acesso não havia moradores, o que passou a ocorrer após a construção do primeiro farol, destacando-se João Neves, Fiscal do Governo Estadual, que passou a residir aqui para impedir a construção de casas sem a autorização do Governo.
A partir de 1930 começaram a surgir as primeiras casas de madeira, sendo construída (em madeira) a Igreja Nossa Senhora da Saúde, surgindo, também, os Hotéis Atlântico (no local onde hoje é a Estação Rodoviária), Farroupilha (atualmente Edifício Alvorada), Castelo, Farol, Cidreira e outros.
Em 1950 foi iniciada a construção da estrada ligando Porto Alegre ao litoral (concluida em 1958), desenvolvendo-se o processo de urbanização de Cidreira/Pinhal. Em 1954 a CEEE instalou o primeiro gerador de energia elétrica, seguindo-se na década de sessenta o primeiro posto telefônico e o serviço de tratamento da água, pela Corsan.
O município teve a sua origem em Santo Antonio da Patrulha, passando mais tarde a pertencer a Osório e, por fim, a Tramandaí – até que, em maio de 1988, foi emancipado.

Um comentário:

O Movimento disse...

Prezado Sr. Henrique,
Queremos manter contato com o senhor. Peço a gentileza que envies atraves de nosso email viva.gasometro@gmail.com, numero de telefone ou endereço eletronico para que possamos conversar.
Atenciosamente,
Jacqueline Sanchotene
Movimento VIVA Gasometro.

REFORMA NO ESTÁDIO FOI SÓ NA APARÊNCIA

REFORMA NO ESTÁDIO FOI SÓ NA APARÊNCIA
Nada foi feito para recuperar a estrutura - Colocaram a população em risco. Leia aqui

QUEM SERIA O RESPONSAVEL SE AS ARQUIBANCADAS CAISSEM

A irresponsabilidade da realização dos jogos no Estádio de Cidreira colocou em risco milhares de pessoas.
As ferragens estão comprometidas e uma recuperação total é caríssima e portanto foi feito apenas uma maquiagem para os jogos.
Haja dinheiro público pára este tipo de obra sem futuro e de grande risco.
O pior foi à negligência das autoridades que não fizeram nada embora fossem sabedores da situação do estádio e mesmo se não soubessem não faltou aviso

Engenheiro Henrique Wittler

Cidreira no Earth Google

Para ver os postes dos itens seguintes, você deve ter instalado no computador o Earth Google. Se não tiver, instale o mesmo clicando aqui
* Ginásio de Cidreira em 3D
* Esquina Av. Cidreira com Rua 9 - Fotos

Veja um slide de imagens de satélite

Acesso á página da Prefeitura de Cidreira